Estas fotos fornecem uma visão sobre a vida dos casais LGBT no início do século passado

O mais recente livro de fotografia de Sébastien Lifshitz é uma coleção que é ao mesmo tempo comovente e inspiradora – trazendo à luz as pessoas que viviam em um mundo de sigilo.

1. Sébastien Lifshitz cineasta francês reuniu fotografias impressionantes de arquivo de gays, lésbicas e casais bissexuais da década de 1900 até 1960, para o seu mais recente livro: The Invisibles: Vintage Portraits of Love and Pride.

Sébastien Lifshitz cineasta francês reuniu fotografias impressionantes de arquivo de gays, lésbicas e casais bissexuais da década de 1900 até 1960, para o seu mais recente livro: The Invisibles: Vintage Portraits of Love and Pride .

View this image ›

THE INVISIBLES: VINTAGE PORTRAITS OF LOVE AND PRIDE

2. Um ávido colecionador de fotografias, Lifshitz começou a descobrir as fotografias puramente como um passatempo em vários mercados de pulgas e vendas de garagem.

Um ávido colecionador de fotografias, Lifshitz começou a descobrir as fotografias puramente como um passatempo em vários mercados de pulgas e vendas de garagem.

View this image ›

THE INVISIBLES: VINTAGE PORTRAITS OF LOVE AND PRIDE / Via Rizzoli Publishing

3. “Fiquei chocado com cada descoberta”, comentou Lifshitz. O cineasta logo se viu obcecado com os rostos anônimos que via nas fotografias.

"Fiquei chocado com cada descoberta", comentou Lifshitz. O cineasta logo se viu obcecado com os rostos anônimos que via nas fotografias.

View this image ›

THE INVISIBLES: VINTAGE PORTRAITS OF LOVE AND PRIDE

4. Ele também se viu inspirado pela bravura desses casais ao documentar seus relacionamentos em uma época em que esses estilos de vida não eram públicos.

Ele também se viu inspirado pela bravura desses casais ao documentar seus relacionamentos em uma época em que esses estilos de vida não eram públicos.

View this image ›

THE INVISIBLES: VINTAGE PORTRAITS OF LOVE AND PRIDE / Via Rizzoli Publishers

5. Na introdução do livro, após uma descoberta anterior de fotos retratando um casal de senhoras lésbicas em meados do século, Lifshitz observa:

… para obter essas imagens, eles tinham que ter ido para um pequena laboratório de fotografias do bairro para revelar o filme e depois voltar para pegar as impressões. Eles, portanto, tiveram que correr o risco de se expor socialmente. A necessidade de manter seu amor era certamente mais forte do que a desaprovação das pessoas ou qualquer preocupação com o que os outros pudessem dizer.”

6. Em uma entrevista, Lifshitz apontou que não há nenhuma maneira de saber ao certo as orientações sexuais dos indivíduos fotografados além da especulação.

Em uma entrevista, Lifshitz apontou que não há nenhuma maneira de saber ao certo as orientações sexuais dos indivíduos fotografados além da especulação.

View this image ›

Rizzoli Publishing/ Via THE INVISIBLES: VINTAGE PORTRAITS OF LOVE AND PRIDE

7. Para Lifshitz, existem três maneiras de “ler” as fotografias:

A primeira delas é, obviamente,as fotos de pessoas solteiras ou casais homossexuais, a segunda é as fotos de pessoas que podem ser vistas como ‘indefinido’ (não temos certeza) e o terceiro nível é, os que, obviamente não são gays, mas com alguma atitude homossexual (vestidos ou estilo de cabelo como o sexo oposto, etc.)

Via huffingtonpost.com

8. “Eu amo a ambiguidade e a diversidade destas fotos. Estas fotografias fazem perguntas”.

"Eu amo a ambiguidade e a diversidade destas fotos. Estas fotografias fazem perguntas".

View this image ›

Rizzoli Publishing / Via THE INVISIBLES: VINTAGE PORTRAITS OF LOVE AND PRIDE

9. O livro foi publicado como um trabalho conjunto em 2012 do filme de Lifshitz, Les Invisibles.

Video available at: http://youtube.com/watch?v=pP7dJYIgXzk.

10. Compre um exemplar do livro aqui.

Compre um exemplar do livro aqui .

View this image ›

amazon.com / Via THE INVISIBLES: VINTAGE PORTRAITS OF LOVE AND PRIDE

Read more: http://buzzfeed.com/skarlan/fotografias-de-epoca-fornecem-uma-visao-sobre-a-vi

Comments are closed.


Translate »